Páginas

segunda-feira, dezembro 26, 2011

Te encontro na rotina

Como o vento que surge no momento em que o calor aquece violentamente, assim é a tua palavra me trazendo esperança.

Como o mendigo que quis pagar meu “dog” na porta do Clube da Cidade, assim é a tua palavra me mostrando que você não é religião.

Como o silêncio que surge depois da perda de alguém essencial, assim é a tua palavra me trazendo confiança.

Como as boas vindas que recebo do Billy quando chego em casa, assim é a tua palavra me mostrando que você é acessível.

Como o centésimo gol do Rogério Ceni depois de uma cobrança de falta perfeita, assim é a tua palavra me trazendo alegria.

Como foi cada ida aos estádios de futebol com meu pai, assim é a tua palavra me mostrando que você gosta de passar o tempo comigo.

Como cada bom dia que chega ao meu celular toda manhã, assim é a tua palavra me trazendo a incompreensível misericórdia.

Como cada almoço feito pela minha mãe, assim é a tua palavra me mostrando que o amor é uma escolha.

Como cada conversa que tenho com meu irmão depois de uma discussão, assim é a tua palavra me ensinando o perdão.

11 comentários:

  1. caraca cara, um lado teu que eu não imaginava...ganhou um amigo

    ResponderExcluir
  2. Mandou bem Marquinho!!!! :)

    ResponderExcluir
  3. Paulo Sérgio Gomes4 de janeiro de 2012 10:44

    É isso ai meu amigo, nunca estamos sozinhos, Ele sempre nos ampara de um jeito ou de outro, basta ter a sensibilidade de enxergá-lo em cada atitude que tomamos.

    ResponderExcluir
  4. Puxa vida, muito jóia!! Sempre bom saber e evidenciar a importância da palavra (escrituras) como ilustrada no fim do texto, ela que é infalível, inerrante e suficiente para nos orientar em simples detalhes da vida!! Parabéns, muito legal!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom Marquinho!

    Pois só quem tem pele é quem pode sentir o frio que se intensifica nas noites sombrias e negras quando o cobertor é o jornal e a cama é a calçada, e só quem tem coração é que sente o desprezo de quem acha que tem suficientemente tudo e nunca precisara de nada, a ponto de agir de maneira indiferente transmitindo atitudes esdrúxulas que por si promovem o copioso choro alheio.

    Na composição, a compreensão das suas palavras é muito simples; BASTA SER HUMANO!


    Deus lhe abençoe e continue sendo o seu inspirador e eterno companheiro em todos os momentos da vida.

    ResponderExcluir
  6. cada um melhor que o outro.. parabens neguinho!!!!

    ResponderExcluir
  7. ...alem de tudo...ele escreve...e sabe como chegar nas pessoas atravez da escrita...yara

    ResponderExcluir
  8. Mano, já é a terceira vez que leio, muito bom!

    ResponderExcluir