Páginas

domingo, maio 08, 2011

Parceria verdadeira

Dias atrás, logo depois de abrir a geladeira pra pegar o leite, olhando pro Toddy em cima da mesa, lembrei de uma situação que vivi quando eu morava na Jocum de Maringa/PR.

Raramente eu tinha dinheiro sobrando para comprar alguma coisa diferente no mercado, e naquele dia apareceram alguns reais a mais no meu bolso. Aproveitei para comprar uns pacotes de bolacha e um Toddy.

Voltei, tomei um banho e quando a noite chegou, a fome chegou junto. Fui buscar as bolachas que eu tinha guardado no meu guarda-roupa e de repente, o Vaguinho apareceu com um litro de leite perguntando se alguém tinha Toddy, respondi que eu tinha acabado de comprar.

Na hora eu pensei: “Esse Vaguinho é locão mesmo, esse leite vai acabar rapidão porque tem uns 5 muleques aqui na casa.”

Mas, pra minha surpresa, ele veio pra compartilhar o leite com a gente e disse que mesmo que cada um tomasse meio copo, o importante era todo mundo tomar e estar ali trocando ideia.

Achei “muito firmeza” a atitude dele!

Foi uma atitude nobre. Normalmente, quando eu não tinha nada pra comer à noite e a fome chegava, eu saia batendo na porta dos quartos dos amigos mais chegados e pedia um  miojo, um pão ou sei lá o que, mas o anormal era alguém aparecer pra dividir um leite, correndo o risco de ficar só com meio copo.

Nós ficamos  bastante tempo lá na casa, trocando ideia, comendo bolacha e tomando leite com Toddy. Acabou rápido porque a “larica” era grande e a galera queria encher a barriga pra dormir mais tranquilo.

Alguns anos se passaram e esse episódio sempre vem a minha mente. Foi um aprendizado que vou levar pro resto da vida.

O engraçado é que nesse dia que me lembrei dessa situação, parei pra pensar que aqui em casa não falta leite e não falta Toddy, que posso tomar 1 litro sozinho que vai ter outro esperando pra ser aberto. Só que o alimento não vem com os amigos, hoje eu sento à mesa, tenho tudo, mas não tenho os amigos pra compartilhar e trocar uma ideia. A competição maluca do dia a dia, às vezes não abre espaço pra esse tipo de momento.

17 comentários:

  1. Que bonito Marquinho! Pois é...um leitinho com toddy é muito bom...porém sem a companhia dos amigos não tem graça e nem o mesmo gosto.Fato!

    ResponderExcluir
  2. Ta afim de tomar um leite canadense...nois fiu de Deuzu

    ResponderExcluir
  3. O dia a dia faz realmente nos afastarmos um pouco dos amigos, mas "não abandonar" é o grande feito. A presença é sempre muito mais agradável e cura nossa carência, porém pequenos gestos, mesmo que de longe (telefonema, email, mensagens, etc), faz com que a falta seja um pouco preenchida e esquecida.

    ResponderExcluir
  4. Marcel Fernandes9 de maio de 2011 12:29

    É amigo infelizmente somos forçados a dar atenção a outras coisa e nos afastamos das verdadeiras coisas boas desta vida, mas tudo depende de nós... Abraço amigo!!

    ResponderExcluir
  5. Agora sim...Não disse que ia arrumar tempo! Ow então, leite; espero em DEUS não faltar por aqui, porêm enquanto tiver será dura a luta com o ENZÃO(vulgo, O BEZERRO). Já aquela LASANHA é de lei, e o traficando infomção é SAGRADO! A idéia aqui é forte, fiel até a morte; tipo Alvos da Lei:
    Agoniza mais não morre!!!Não preciso nem dizer que mesmo com os corres, a familia MELLO estará sempre por aqui..SALVEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!


    André, Dani, Enzão e Alyah...A RETOMADA !!!

    ResponderExcluir
  6. Paulo Sérgio Gomes12 de maio de 2011 09:33

    É Marquinho, a vida ensina que ser grande é ser simples, voce é simples, portanto grande. Nas pequenas coisas é que encontramos os grandes significados. Aqui em casa cultivamos isso, toda vez que quiser tomar um toddy ou mesmo jogar conversa fora, sempre será bem vindo.
    Um abraço.

    Paulo Sergio Gomes

    ResponderExcluir
  7. é quente marquinho, dois milll grau de realismo nisso que é o dia-a-dia da vida...


    sem palavras, tá no coração meu querido eh nois sempre DEUS te abençõe sempre

    EDIPO

    ResponderExcluir
  8. CARALHO! Showzaço, mano! Muito foda, é nois!

    ResponderExcluir
  9. Muito interessant o post, gostei muito

    ResponderExcluir
  10. Coletividade, todo mundo unido, caramba, é tão bom juntar e conversar, adorei o post, simples, que ficou imenso diante de mim, parabéns!

    ResponderExcluir
  11. É isso aí, Marquinho!
    Colocar em palavras as experiências marcantes da nossa vida, toca pessoas ou melhor toca almas, muda atitudes...
    Estava aguardando vc escrever esse post desde o dia que haviamos conversado na fila do Itaú. Naquele dia já achei a história legal.
    Um grande abraço!
    P.S.: Acho que não precisa nem dizer que ficou muito bom.

    ResponderExcluir
  12. Pô meu... eu sei exatamente o que esse texto seu significa e representa... É isso mesmo, eu trocaria qualquer litro de leite, prato de comida ou refrigerante pata ter meus amigos mais perto de mim.

    Show de bola suas palavras...
    Lili

    ResponderExcluir
  13. Eu chorei!!! Hoje temos vontade de tomar esse meio copo de leite com verdade, amizade, companheirismos e sinceridade, nem precisa de toddy não...

    Estamos juntos, mesmo longe!!!

    ResponderExcluir
  14. Que liindo marquinhos *-*
    a saudade é a unica prova que temos de que o passado foi bom , não chore porque acabou , mais sorria porque aconteceu :)

    ResponderExcluir
  15. Marquinho,
    tem momentos em nossa vida que a resposta virá mais adiante, vivemos sempre a buscar algo e deixamos de enxegar aquilo que está em nossa frente o presente, acho que nada acontece por acaso tudo tem um porque, tudo acontece no tempo certo. Amigos...são passageiros, o seu sentimento é que fica, isso nós aprendemos com o tempo no dia , dia.
    Nara

    ResponderExcluir
  16. Ver com os olhos da alma, viver os sentimentos mais puros, ouvir com o coração...tão poeta quanto seu pai. Toda essa vivência mostra que sua história está sendo formada.

    ResponderExcluir
  17. Você Morava no Paraná? Onde?
    Adorei seu post!!!
    beijos

    ResponderExcluir