Páginas

terça-feira, outubro 25, 2016

Ladrões de merenda

A merenda sumiu sutilmente em meio ao caos da cidade. Faltou comida no prato do garoto, que também é sabotado no ensino. A senhora que prepara o almoço com tanto carinho precisou ser criativa com a falta de mantimentos. Alguns professores perceberam que além dos baixos salários e a falta de apoio, o Estado resolveu mostrar suas garras mais uma vez.

A TV não bateu na tecla, pois levou "um" por fora. A grande emissora também faz parte da quadrilha que engorda o bolso ao emagrecer a barriga de meninos e meninas. Dia e noite investem em entretenimento e notícias manipuladoras, gerando assuntos para a população discutir durante o dia.

O governador e seus sócios no crime da caneta dormem bem durante a noite. Sem remorsos, sem pesadelo e sem culpa. Eles já não sentem. Aliás, sentem prazer ao ver seus familiares desfrutando da grana ilícita. Pagam os melhores colégios para seus filhos estudarem, dão mesada para eles viajarem pelo mundo e se divertirem nas melhores festas. Suas mulheres adoram passear nas lojas mais caras para comprar camisas, blusas, sapatos, bolsas, jóias, etc.

A sabotagem da Educação parece ser algo planejado pelo Estado. Até quem lutava contra a violência das torcidas organizadas, afirmando que seria necessário extingui-las, se envolveu no desvio de verba e se transformou em um ladrão de merenda. O moralista, pregador da paz, também cometeu violência ao agredir estômagos.

A impunidade permanece intocável. Os desvios continuarão por todas as partes, independente de quem governa. Enquanto o Estado mente, rouba, promove a degradação e exige milagres, a Educação só sobreviverá nos corações de alguns heróis professores que, mesmo lamentando a covardia, não desistirão de ensinar aos seus alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário