Páginas

domingo, junho 02, 2013

Sem perder a ternura


É o fim da linha, a casa caiu.
E agora, meu parça?
Cadê o coração resistente
de quem não está no poder?
Pense bem, olhe bem,
não acredite, duvide!
Há muita conversa e muito papagaio.
Há muita cegueira e muita prepotência.
Cuidado,
se vacilar, te levarão pra grupo,
e teu choro não comove.
Então é com você, meu camarada!
Sem máscara, sem justificativa,
e sem sobrenome.

Um comentário:

  1. Um retrato ao mesmo tempo pessoal e porque não, geral, da nossa sociedade!

    ResponderExcluir